Quinta, 23 de Maio de 2019
Fausto Pinato vai presidir a Comissão de Agricultura
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
14/03/2019 as 07:06 | Brasil | Da Redaçao
A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara elegeu nesta quarta-feira (13) seu novo presidente: o deputado Fausto Pinato (PP-SP).

Para a primeira vice-presidência, foi eleito o deputado Neri Gueller (PP-MT); para a segunda vice, Luiz Nishimori (PP-PR) e para a terceira vice, José Mário Schreimer (DEM-GO). Os deputados foram eleitos com 45 votos a favor e 2 brancos.

Pinato aposta no apoio ao produtor rural e no diálogo de governistas e oposição em prol do agronegócio. O novo presidente foi eleito com o apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária, a maior do Congresso Nacional.

Em discurso emocionado, no qual relembrou os avós agricultores, Pinato enalteceu o setor que, segundo ele, "alimenta os 210 milhões de brasileiros". Ele defendeu a desburocratização do agronegócio e o apoio aos produtores rurais, sobretudo por meio de crédito.

"Nós exportamos milhões e milhões para a China e diversos países, mas temos condições e competência de exportar ainda mais para que possamos assumir a identidade de grande celeiro do mundo. Mas, para isso, precisamos valorizar o pequeno, o médio e o grande agricultor", afirmou.

Fausto Pinato elogiou o governo Bolsonaro e fez críticas aos que, segundo ele, defendem "invasão" em propriedades rurais. Ao mesmo tempo, ele acenou para o diálogo com a oposição e aos setores que geralmente divergem dos ruralistas. "É importante a gente nunca ver situação e oposição como inimigos. Muitas vezes, a situação tem a pauta em mãos, mas a crítica da oposição faz a gente corrigir alguns erros e fazer o contrabalanço. Que possamos ter essa harmonia no debate", ponderou.

Perfil
Fausto Pinato, 41 anos, chegou à Câmara dos Deputados em 2015, eleito pelo PRB. No ano passado, foi reeleito, desta vez pelo PP.

Em 2015, Pinato foi escolhido pelo Conselho de Ética para relatar o processo que resultou na cassação do ex-deputado Eduardo Cunha. Pinato apresentou parecer pela continuidade do processo, mas teve de deixar a relatoria porque era do mesmo bloco partidário do PMDB, partido de Cunha na época.

No ano passado, Pinato foi vice-líder do governo e integrou a comissão especial que analisou a proposta de emenda à Constituição que limita o foro privilegiado (PECs 333/17) e o novo Código de Processo Penal (PL 8045/10).

O que faz a comissão
A Comissão de Agricultura discute e vota projetos sobre política agrícola, crédito rural, pesca, cooperativismo, eletrificação rural, irrigação, agrotóxicos, questões fundiárias, alienação e concessão de terras públicas.

No ano passado, a comissão aprovou 245 propostas, mas vários assuntos importantes continuam em discussão. Entre eles, a demarcação de terras indígenas e quilombolas, a compra de terras por estrangeiros e a atualização do Código Florestal. O debate sobre o uso de defensivos agrícolas também deve entrar em pauta.

O coordenador da Frente Parlamentar da Agricultura, deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), acrescenta outro assunto a essa lista: a discussão sobre a mudança do modelo de cobrança dos fretes. O debate começou depois da greve dos caminhoneiros, em maio de 2018, e ainda não foi concluído.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com