Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Júri condena advogado de Fernandópolis a 12 anos de prisão
25/09/2018 as 02:04 | Fernandópolis | Da Redaçao
A maioria dos jurados condenou o advogado Edilberto Pinato a 12 anos de prisão em regime fechado. O veredito foi dado por volta das 00h00 desta terça-feira depois de um longo período de julgamento pela morte do empresário José Carlos Lemos, em novembro de 2002.

Foram mais de 14 horas de oitivas de testemunhas, depoimentos e defesa apresentada pelo advogado renomado Alberto Zacarias Toron e de outro lado o Ministério Público, por meio do promotor Marcos Antonio Lelis de São José do Rio Preto.

O Tribunal do Júri formado por quatro homens e três mulheres, entendeu que Edilberto não agiu em legitima defesa no momento do homicídio e decidiram sentenciá-lo em regime fechado, sendo imediatamente encaminhado a cadeia Pública de Santa Fé do Sul.

O advogado já havia sido julgado pelo Tribunal de Júri e absolvido por quatro dos sete votos. O Ministério Público recorreu da decisão ao Tribunal de Justiça, os procuradores acataram o recurso e dez anos depois Pinato voltou ao banco dos réus pelo crime.

A defesa de Edilberto deve recorre da decisão.

MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com