Segunda, 14 de Outubro de 2019
Preso na Vagatomia é transferido após pedido da OAB
17/09/2019 as 07:11 | Fernandópolis | Da Redaçao
Um dos presos na Operação Vagatomia, que investiga a venda de vagas do curso de Medicina da Universidade Brasil e fraudes no Fies e ProUni, foi transferido do Presídio de Riolândia, na região de Votuporanga, para a Penitenciária de Segurança Máxima de Presidente Venceslau.

O pedido teria sido feito ao sistema carcerário da Secretária de Segurança Pública de São Paulo pelo OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) da própria capital paulista e intermediado pela subseção de Jales.

O motivo teria sido a falta de cela especial em Riolândia, já que o preso, que cumpre prisão preventiva é Orlando Machado Junior, advogado em Fernandópolis, e teria privilegio conforme o nível universitário.

Um advogado que teria ido a Riolândia, disse à reportagem que Machado estava em uma espécie de solitária, já que não poderia estar em cela comum com outros presos, por não ser condenado em nenhum crime.

Já em Presidente Venceslau, na região de Presidente Prudente, o advogado teria esse benefício e poderá aguardar a decisão da Justiça Federal em uma cela especial sem a presença de outros presos condenados.

A Penitenciaria de Presidente Venceslau já recebeu presos importantes como Augusto César Barretto Filho, acusado de abusar sexualmente de pacientes mulheres em seu consultório, além do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com