Quarta, 18 de Setembro de 2019
Criança é espancada até a morte pela mãe por urinar na cama
22/08/2019 as 16:01 | Brasil | Da Redaçao
Uma bebê de dois anos foi morta pela mãe e o companheiro dela ao ser espancada por urinar na cama. Evely Hernandez é venezuelana e estava no Rio Grande do Sul há sete meses em um abrigo de refugiados em Canoas, com os dois filhos, um menino de seis anos e Aylin Alexa.

No abrigo, Evely conheceu um brasileiro, vigilante no local, no qual começou a se relacionar. Ele, assim como a mãe, foi preso acusado de ter matado a menina, os dois irão responder por homícidio qualificado por motivo fútil e meio cruel.

Em uma tentativa de despistar a polícia, a mãe da menina registrou boletim de ocorrência de óbito, no dia 27 de junho, data da morte, alegando um acidente. No boletim, ela alega que a criança caiu de uma escada, porém, a casa onde moravam era térrea. A mulher também postou uma foto de Aylin em seu perfil nas redes sociais, homenageando o bebê.

A perícia revelou que, na verdade, a criança morreu devido a ruptura de órgãos e hemorragia interna, fruto de espancamentos e maus-tratos regulares. Ao ser levada à delegacia, a venezuelana confessou que bateu na filha um dia antes da sua morte. O filho de seis anos está sob a guarda de uma tia.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com