Terça, 16 de Julho de 2019
Interior tem queda nos casos de homicídios e roubos em maio
25/06/2019 as 16:10 | Estado de São Paulo | Da Redaçao
O interior do Estado de São Paulo fechou o mês de maio com redução nas ocorrências e vítimas de homicídios, no indicador de vítimas de latrocínio, em todas as modalidades roubos, além dos furtos de veículos.

A queda consta nas estatísticas divulgadas nesta terça-feira (25) pela Secretaria da Segurança Pública. Os números estão disponíveis neste link.

No quinto mês deste ano houve cinco casos a menos de homicídios dolosos em comparação a maio de 2018 (-3,9%). A quantidade passou de 127 para 122. No indicador de vítimas a redução foi de 5,3%, passando de 131 para 124. As quantidades são as menores da série histórica, iniciada em 2001.

Com as variações, as taxas dos últimos 12 meses (de junho de 2018 a maio de 2019) ficaram em 6,70 casos e 6,95 vítimas a cada 100 mil habitantes. São as menores registradas na série histórica.

Os casos latrocínios ficaram estáveis com seis boletins de ocorrência desta natureza registrados nos meses de maio de 2018 e de 2019. A quantidade de vítimas, porém, caiu 14,3%, passando de sete para seis – menor total da série.

Roubos

O indicador de roubo em geral caiu 16,6% em maio de 2019 (de 5.813 para 4.846) – em números absolutos a queda foi de 967 casos. Desde o início da série histórica, é a primeira vez que o indicador fica abaixo de 5 mil.

Os roubos a banco diminuíram 100%, sem contabilização de ocorrências no período, ante quatro registradas em maio de 2018. É o menor número da série, ao lado de 2004. Os roubos de carga, por sua vez, reduziram 20%, passando de 170 para 136 casos em maio deste ano.

Já os roubos de veículo tiveram redução de 14,8%, o total de boletins de ocorrência passou de 1.108 no quinto mês do ano passado para 944 no mês de maio de 2019. A soma é a menor da série histórica.

Outros indicadores

Os furtos em geral subiram 0,5%, passando de 19.820 para 19.919. Já os furtos de veículo reduziram 8,4%. A quantidade passou de 2.903 para 2.660 casos. O total é o menor contabilizado na série histórica.

Os estupros aumentaram 11,4%, com 67 ocorrências a mais que em maio de 2018. As ocorrências de extorsão mediante permaneceram zeradas no quinto mês deste ano – é a sexta vez na séria que nenhum caso é registrado.

O trabalho realizado pelas três polícias no interior do Estado (Militar, Civil e Científica) resultou em 11.224 prisões no mês, um recorde da série histórica iniciada em 2001 – a quantidade representa um aumento de 12,13% em comparação a maio de 2018.

No mesmo período, 718 armas de fogos foram retiradas das ruas e 2.938 flagrantes de tráfico de drogas foram registrados.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com