Quarta, 22 de Maio de 2019
Conselheiro santista diz que ‘pardos brasileiros são mau-caráter’
18/04/2019 as 18:17 | Brasil | Da Redaçao
Adilson Durante Filho, conselheiro, ex-diretor do Santos e atual secretário-adjunto de Turismo na cidade do litoral paulista, teve uma conversa de WhatsApp vazada nesta quinta-feira (18) onde afirma que pardos e mulatos não têm caráter. A gravação, que aconteceu há cerca de três anos, foi feita em um grupo de torcedores.

“Sempre que tiver um pardo…O pardo o que que é? Não é aquele negão, mas também não é o branquinho. É o moreninho da cor dele. Esses caras, você tem que desconfiar de todos que você conhecer. Essa cor é uma mistura de uma raça que não tem caráter. É verdade (…) É verdade, isso é estudo. Todo pardo, mulato, tu tem que tomar cuidado. Não mulato tipo o P…(membro do grupo). O P… é tipo para índio, tipo chileno, essas porr*. To dizendo um mulato brasileiro. Os pardos brasileiros. São todos mau-caráter. Não tem um que não seja”, diz áudio de quase um minuto.

Horas após a conversa de WhatsApp vir à tona, o Santos emitiu uma nota oficial em seu site condenando a declaração do conselheiro e ex-diretor do clube. O Peixe reafirmou o “absoluto repúdio a qualquer forma de discriminação e racismo” e disse que “é muito triste vir a público reafirmar nosso absoluto repúdio a qualquer forma de discriminação e racismo”.

Confira a nota oficial divulgada pelo Santos:

O Santos Futebol Clube tem na sua trajetória a marca de ter sido, nos anos 60, um dos símbolos mais fortes, em nível mundial, do combate ao racismo, ainda engatinhando naquela época, mas que se fortalecia. O time mágico de Pelé, Pepe, Coutinho, Zito e tantos outros gênios do futebol espalhou aquela maravilhosa imagem de brancos e negros se abraçando para comemorar gols que encantavam o mundo. Até hoje mantemos acesa essa tradição. Assim, é muito triste que tantas décadas depois tenhamos de vir a público reafirmar nosso absoluto repúdio a qualquer forma de discriminação e racismo.

Temos orgulho da nossa história construída em 107 anos de existência por ídolos negros, pardos, brancos e seres humanos de todas as etnias. Brasileiros, somos produto da miscigenação. Santistas, vamos continuar lutando pela paz do nosso branco e pela nobreza do nosso preto, cores eternamente entrelaçadas em nossa história.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com