Domingo, 16 de Junho de 2019
Polícia Federal apreende meia tonelada de cocaína em helicóptero
14/04/2019 as 12:21 | Presidente Prudente | Da Redaçao
A operação da Polícia Federal denominada Flying Low deflagrada na manhã deste sábado (13) apreendeu aproximadamente meia tonelada de cocaína na cidade de Presidente Prudente, interior de São Paulo. A droga estava sendo transportada em um helicóptero.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, que duraram cerca de um ano, a cocaína tinha origem do Paraguai e estava sendo transportada para o Estado de São Paulo.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, que duraram cerca de um ano, a cocaína era transportada do Paraguai para a capital paulista, de duas a quatro vezes por semana.

Operação

A operação Flying Low (voando baixo) tinha como objetivo combater organização criminosa envolvida com tráfico ilícito de entorpecente realizado por transporte aéreo.

Como a aeronave utilizada para transportar a droga não tinha autonomia para percorrer a distância entre o Paraguai e a cidade de São Paulo, ela realizava uma parada na região de Presidente Prudente para ser reabestecido.

E foi justamente neste local, que os traficantes foram abordados pelos agentes da Polícia Federal na manhã deste sábado.

Ao todo, 20 policiais federias participaram da operação, que contou com o apoio do Comando de Aviação Operacional da Polícia Federal e da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Até o momento, duas pessoas foram presas, junto com armas, veículos e dinheiro em espécie.

Desenrolar

Segundo o depoimento de um dos presos, Danilo de Souza Novaes, dono do helicóptero que é avaliado em R$ 4 milhões, a organização recebia cerca de R$ 800 por quilo de droga transportada.

A outra pessoa presa na operação neste sábado, foi Mariana Wiezel Batista, responsável por guardar o combustível para o helicóptero.

Seu namorado, Thiago Santana da Silva, que levava o combustível em uma caminhonete até o helicóptero está foragido, assim como o piloto da aeronave, Dejair Alvez Silba.

De acordo com a Polícia Federal, até o momento foram apreendidos 20 milhões de reais e os responsáveis pelo transporte da cocaína, serão indiciados por tráfico internacional de entorpecente e associação ao tráfico.

Consequências

O próximo passo da operação é rastrear o destino do dinheiro e uma provável ligação da organização criminosa desarticulada neste sábado com o Primeiro Comando da Capital, já que o foragido Thiago Santana da Silva mantinha relação com a facção.

A Polícia Federal ainda investiga a possibilidade da cocaína que era transportada do Paraguai para São Paulo ser vendida para fora do País, devido ao seu alto grau de pureza e valor de mercado.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com