Terça, 23 de Abril de 2019
Curto circuito em ar-condicionado pode ter causado incêndio
14/04/2019 as 12:13 | Araçatuba | SBT Interior
O incêndio que destruiu uma loja de variedades nesta sexta (12) em Araçatuba pode ter sido causado por um curto circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado do local.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o fogo teria começado no teto do estabelecimento comercial devido a esta pane elétrica no aparelho.

O incêndio mobilizou policiais militares e equipes do Corpo de Bombeiros de Araçatuba, Birigui e Penápolis. Caminhões pipa de duas empresas da cidade também ajudaram a combater o fogo.

Chegando ao local, as chamas estavam aparentemente sob controle, quando o teto do estabelecimento desabou fazendo com que o fogo se alastrasse rapidamente.

Após o desabamento, o policial militar Alex Silva de Abreu, que estava no interior da loja teve 27% do corpo queimado e foi encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba.

Segundo informações da assessoria do hospital, o PM passou a noite internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em estado grave, mas estável.

Ales foi trsferido, de helicóptero, na tarde deste sábado para o Hospital Estadual de Bauru, que é especializado em pacientes com queimaduras.

O sargento Julio Cesar Delfino não conseguiu sair a tempo. O corpo dele foi encontrado nos escombros, cerca de três horas após o início das chamas, depois que o incêndio foi controlado. Ele também foi encaminhado para a Santa Casa, mas morreu antes de chegar ao hospital.

O corpo de Julio é velado na manhã deste sábado (13) na sede do Vigésimo Grupamento de Bombeiros, no bairro Morada dos Nobres, em Araçatuba. O enterro será na tarde deste sábado no cemitério Recanto da Paz, também em Araçatuba.

Ainda de acordo com o registro policial, o estabelecimento comercial possui seguro.

A polícia aguarda o fim das ações dos Bombeiros para a que a Defesa Civil libere o local para que comecem os trabalhos de perícia.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com