Segunda, 22 de Abril de 2019
Lugano diz que ameaça de não jogar final dá poder a bandidos
13/04/2019 as 07:49 | Brasil | Da Redaçao
O ex-zagueiro e atual superintendente de relações institucionais do São Paulo, Diego Lugano lamentou o discurso do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que nesta sexta-feira (12) reforçou o ofício enviado à Federação Paulista de Futebol e à Polícia Militar, alegando que o time não entrará em campo pela primeira partida da final do Campeonato Paulista caso o ônibus seja atacado na chegada ao Morumbi.

“Este tipo de declaração é perigoso. Você acaba dando ‘poder’ a bandidos, que representam 0,00001% de qualquer torcida organizada. E se alguém infiltrado atirar uma pedra no ônibus? Duvida que aconteça? Parece-me o tipo de postura de quem não jogou futebol”, comentou o uruguaio em entrevista a ESPN Brasil.

Mais cedo, Andrés avisou que o Corinthians não vai entrar em campo caso o ônibus da equipe seja atacante na chegada ao estádio e garantiu que a possibilidade de perder o primeiro duelo da final da competição estadual por WO não vai alterar o posicionamento do clube alvinegro.

Para Lugano, o debate foi inapropriado e ele espera que não exista outros interesses por trás do discurso de Andrés sobre a segurança da partida. “Só espero que a intenção neste barulho todo prévio não seja diminuir a festa da nossa torcida, tradicional na chegada do São Paulo ao estádio”, afirmou o dirigente.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com