Segunda, 22 de Abril de 2019
Alunos que ‘ameaçaram’ escola de Fernandópolis são suspensos
21/03/2019 as 14:32 | Fernandópolis | Da Redaçao
Os dois alunos do 1º A, envolvidos em uma “suposta brincadeira de ameaça” durante período de aula na escola Líbero de Almeida Silvares – EELAS – na cidade de Fernandópolis, foram suspensos pela direção. Eles foram impedidos de frequentarem as aulas nesta quinta e sexta-feira.

Segundo o diretor, professor Carlos Cabral, houve reuniões entre os alunos e os pais sobre as ameaças ocorridas na manhã desta quarta-feira, dia 20, que deixou diversos alunos em pânico. Na Delegacia, eles disseram que foi apenas uma “brincadeira de mal gosto”.

Cabral ainda adiantou que haverá imposição normas na próxima semana. O objetivo é evitar novos casos que possam repercutir negativamente na escola e na cidade.

Os dois envolvidos, de 14 e 15 anos, também serão acompanhados por agentes do Conselho Tutelar e o caso encaminhado a Vara da Infância e Juventude de Fernandópolis.

RELEMBRE O CASO
Dois alunos da Escola Líbero de Almeida - EELAS - foram conduzidos a uma Delegacia de Polícia de Fernandópolis por supostamente ameaçar alunos e acenderem uma bomba em uma escadaria. Alguns alunos ficaram e pânico e comunicaram o fato na diretoria.

A Policia Militar foi chamada e os dois alunos – que também teriam feito ameaças em rede social - foram conduzidos a dar explicações. Eles chegaram a postar em grupos de WhatAapp vídeos dos massacres ocorridos em Suzano e na Nova Zelândia e disseram a outros alunos que fariam o mesmo na escola.

Mais tarde, um deles se desculpou via Facebook escrevendo que foi apenas uma brincadeira de mal gosto.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com