Sexta, 22 de Março de 2019
Bolsonaro é menos otimista que Guedes sobre prazo para aprovação
13/03/2019 as 11:00 | Brasil | Da Redaçao
O otimismo do ministro da Economia, Paulo Guedes, que afirma que faltam poucos votos para garantir a aprovação da reforma da Previdência parece não ser compartilhada nem pelo próprio presidente Jair Bolsonaro.

Questionado sobre a expectativa de votar a proposta ainda no primeiro semestre, o presidente disse que é preciso lembrar como é o Congresso, e que lá as coisas costumam andar devagar, mas ele disse que acredita que os parlamentares dessa vez vão se empenhar para aprovar a matéria.

Diante das críticas de que o Governo já estaria começando a liberar emendas e cargos de olho na aprovação da reforma, o presidente reafirmou o discurso de que a forma de se fazer política mudou: “as negociações, no nível que existiam no passado não existirão no meu Governo”.

A líder do Governo no Congresso, a deputada Joice Hasselmann, esteve nesta terça-feira (12) com o presidente juntamente com os novos vice-líderes na Câmara. Ela voltou a dizer que as emendas que serão liberadas nada têm a ver com o “toma lá dá cá” que existia em Brasília.

O líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra, anunciou os novos vice-líderes do Governo na Casa, que terão agora o desafio, segundo ele, de garantir apoio ao Governo: “para que a gente possa dialogar com todos os que se dispõem a se aproximar do programa de Governo e do presidente”.

O Palácio do Planalto confirmou que apesar da pressão dos líderes na Câmara, a reforma dos militares só deverá ser encaminhada mesmo na semana que vem, por volta do dia 20.

Nesta quarta-feira (13), a expectativa é de que seja instalada no fim do dia, na Câmara, a Comissão de Constituição e Justiça para analisar a proposta.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com