Domingo, 19 de Maio de 2019
Doria minimiza fala de Bolsonaro sobre democracia no país
08/03/2019 as 08:47 | Estado de São Paulo | Da Redaçao
Em mais uma da série de declarações polêmicas recentes, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (07) que só existe “democracia e liberdade quando a Força Armada assim o quer”. Mais tarde, ele recuou da fala em “live” promovida em rede social. A reação na sociedade e entre políticos – até mesmo do Governo -, entretanto, já dava sinais.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), discordou da afirmação do presidente.

“Não acho [que a democracia dependa dos militares]. Aliás, hoje os jornais já reproduzem depoimentos de generais que contradizem essa posição. Foi mais um equívoco de linguagem do presidente, e no contexto talvez tenha sofrido interpretação rigorosa demais. Eles [militares] fazem parte da democracia, mas a democracia não depende de militares”, disse.

Até mesmo o vice-presidente, Hamilton Mourão, interveio e disse que Jair Bolsonaro foi “mal interpretado” em sua afirmação. “O presidente falou que, onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem. É o que acontece na Venezuela. Lá, infelizmente as Forças Armadas venezuelanas rasgaram isso aí”, disse Mourão, se referindo à democracia. Para o vice, foi “exatamente isso que o presidente quis dizer”.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com