Segunda, 22 de Abril de 2019
Corinthians sofreu 77,7% dos gols de 2019 em jogadas aéreas
11/02/2019 as 09:26 | Brasil | Da Redaçao
Basta analisar os gols sofridos pelo Corinthians em 2019 para detectar o principal problema do time até agora. Neste domingo (10), contra o Grêmio Novorizontino, outra vez uma jogada aérea foi determinante para uma derrota no Campeonato Paulista. E até agora 77,7% dos gols tomados aconteceram após cruzamentos para área – foram 7 dos 9 totais.

Esse problema surgiu já na primeira partida do ano, um amistoso contra o Santos, em casa. O Corinthians levou gol após cabeceio contra de Léo Santos. O que parecia um lance acidental virou rotina. Na derrota contra o Guarani, Diego Cardoso fez um gol de cabeça. E na partida seguinte, contra a Ponte Preta, Renan Fonseca quase fez gol do mesmo jeito, pois mandou a bola na trave.

O tormento piorou contra o Red Bull, pois Ytalo e Bruno Tubarão decidiram o jogo com gols de cabeça. Na semana passada, contra o Ferroviário, um dos gols de Edson Cariús surgiu após cruzamento na área. Ele pegou a sobra e finalizou com um chute lateral. E diante do Novorizontino, o Corinthians tomou sustos em diversas jogadas aéreas, até sair o gol. Após cruzamento, um jogador escorou de cabeça, a zaga tentou afastar, mas Murilo finalizou para o gol aberto.

O técnico Fábio Carille tem optado por mudar muito a dupla de zaga do Corinthians, o que pode atrapalhar o time nesse quesito. E agora ele terá pouco tempo para definir quem será titular na defesa e corrigir esse problema, pois o próximo jogo do Timão será na quinta-feira (14) e é importante – pela Copa Sul-Americana, vai enfrentar o Racing, em casa, às 19h15 (de Brasília).
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com