Terça, 17 de Setembro de 2019
Operação combate células de organização criminosa na região
24/01/2019 as 16:22 | Região | SBT Interior
O setor de inteligência da Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (24) a Operação Estadual Transponder, que busca combater células de organização criminosa no oeste paulista.

Segundo a polícia, a partir de fragmentos de manuscritos apreendidos na região de Presidente Prudente, a inteligência da Polícia Civil reuniu as informações e revelou que integrantes da organização criminosa estariam comandando ações criminosas, inclusive em outros Estados, a partir da Penitenciária Ozias Lúcio dos Santos, de Pacaembu (SP), com ligações com as Penitenciárias de Junqueirópolis (SP) e Martinópolis (SP).

"Os trabalhos revelaram, até o momento, o envolvimento de 65 integrantes da capital, interior e litoral paulista. Foram expedidos 39 mandados de prisões temporárias que serão cumpridos hoje pela Polícia Civil. Alguns, por já se encontrarem presos, terão os mandados cumpridos nas respectivas penitenciárias. Dos 39 mandados de prisões expedidos, 14 são de pessoas que já estão presas (praticam crimes de dentro de Presídios) e 25 estão em liberdade", disse.

O maior número de prisões de pessoas (que coordenam o crime na rua) ocorre em Presidente Prudente, onde serão cumpridos 11 mandados de prisão e 15 de busca e apreensão. A comunicação entre os suspeitos envolve tráfico de drogas, movimentações financeiras suspeitas e outros crimes.

Desde a madrugada, 250 policiais civis de São Paulo cumprem os 59 mandados de busca e apreensão, em 22 Municípios do Estado de São Paulo (Pacaembu; Irapuru; Flórida Paulista; Presidente Prudente; Martinópolis; Presidente Bernardes; Junqueirópolis; Caiuá; Presidente Venceslau; Presidente Epitácio; Teodoro Sampaio São Paulo; Jandira; Itapevi; Taboão da Serra; Guarulhos; Aparecida; Mirassol; Mongaguá; S.J. Rio Pardo; Sorocaba e Andradina).

Foram apreendidos celulares, computadores drogas e cartas que seriam endereçadas às penitenciárias, com indícios de informações sobre o tráfico e o controle de território em áreas dominadas pela organização criminosa.

Além das prisões, a investigação policial alcançará bens e bloqueará quantias em todas as contas bancárias vinculadas a 47 integrantes da organização, que movimentam diariamente valores provenientes da atividade criminosa.

​N​a região de Presidente Prudente, as atividades criminosas constituem-se na comunicação a partir de presídios, atividades do tribunal do crime e, principalmente, o tráfico de drogas na cidade, região, inclusive com negociações de drogas a partir do Paraguai.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com