Segunda, 15 de Julho de 2019
Atividade Delegada com bombeiros começa em fevereiro
23/01/2019 as 08:42 | Fernandópolis | Da Redaçao
Prefeito André Pessuto e deputado estadual Itamar Borges estiveram na sede do Corpo de Bombeiros nesta terça-feira
Fernandópolis comemorou no final do ano passado a conquista da Atividade Delegada para os bombeiros, que irão atuar a partir de 1° de fevereiro junto ao SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Na manhã desta terça-feira, 22, o prefeito André Pessuto esteve na sede do Corpo de Bombeiros do município junto com o deputado estadual Itamar Borges para conversar com os militares sobre o assunto.

Eles foram recepcionados pelo novo comandante do 3° Subgrupamento do Corpo de Bombeiros, Capitão Fernando Mançano, que é de Mirassol e vem da capital do Estado, onde fazia parte da assessoria jurídica da PM de São Paulo. Também acompanhou a visita o tenente Thiago Boina Marin, comandante do posto de Bombeiros em Fernandópolis.

“Este convênio é muito positivo, a população ganha um atendimento ainda melhor, o profissional bombeiro é valorizado ao conseguir melhorar seus rendimentos de forma regularizada e o SAMU passa a contar com mais profissionais capacitados”, disse o deputado Itamar Borges.

O tenente Thiago Marin explicou que em todo estado de São Paulo há Atividade Delegada com o Corpo de Bombeiros em sete ou oito municípios apenas. “É muito bom ver que Fernandópolis faz parte deste grupo que oferece este benefício para a população”, disse.

O prefeito André Pessuto agradeceu ao deputado Itamar Borges pelo apoio para que o convênio entre Administração Municipal e Corpo de Bombeiros fosse efetivado. “Ficamos um ano tentando concluir o convênio, mas depois que pedimos ajuda ao Itamar não demorou dois meses para dar tudo certo”.

“Ficamos muito honrados com a visita do prefeito e o deputado aqui no nosso posto e estamos gratos com o início deste trabalho em parceria com o SAMU”, falou o Capitão Fernando Mançano.

Os bombeiros atuarão pela Atividade Delegada em seus dias de folgas como motoristas/socorristas junto à equipe do SAMU. Serão dois militares em cada turno de 12 horas/dia. Eles vão trabalhar fardados, com uso de acessórios que utilizam em suas funções diárias; porém, quem vai pagar pelo serviço será a Prefeitura, através do convênio.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com