Sábado, 23 de Fevereiro de 2019
Prefeitura acusa Palmeiras de vandalismo em vestiário da Copa SP
18/01/2019 as 14:00 | Brasil | Da Redaçao
A Prefeitura de Capivari acusou o Palmeiras de danificar o vestiário do estádio da cidade na última terça-feira, depois da eliminação na Copa São Paulo de Futebol Júnior, diante do Figueirense.

Em nota publicada no seu site oficial, o município do interior paulista afirma que o elenco quebrou cadeiras, danificou caixas de energia, além de ter arrancado portas de camarotes da tribuna, depois da derrota por 2 a 1. Procurado, o clube rebateu as acusações e afirmou que o local não tinha condições de receber partidas.

Segundo o prefeito de Capivari, Rodrigo Proença, o Palmeiras causou prejuízos à cidade. "Acredito que o valor a se gastar com reparos no vestiário e camarote não seja exorbitante, mas é uma falta de respeito danificar um espaço que é administrado pelo Executivo e que, portanto, demanda recursos públicos para qualquer manutenção ou reforma", afirmou.

O diretor da Arena Capivari, Ricardo César Ferreira, explicou que ao visitar o vestiário depois do jogo, encontrou problemas como cadeiras quebradas, tampa da caixa de energia amassada, parede sujas de barro e lixo pelo chão. "Me causou espanto a anarquia que encontrei lá. Estava totalmente diferente da maneira como disponibilizamos o espaço aos jogadores e equipe técnica", comentou.

O Palmeiras explicou que o estádio está em condições ruins e negou ter sido o responsável pelos danos apontados pela prefeitura. O clube alega que o estado do local já estava ruim desde o início da competição, com alagamentos no campo e dentro do vestiário, provocados pelo excesso de chuvas. O time conta ter contratado uma empresa terceirizada para deixar o gramado em condições de jogo.

O clube considera as acusações da prefeitura como uma retaliação às críticas feitas sobre a estrutura do estádio. Na noite da eliminação, o coordenador das categorias de base do Palmeiras, João Paulo Sampaio, atacou a qualidade do gramado. "A gente merecia um campo melhor. A gente pediu Barueri, mas não, não pode ir para lá. Mas o Corinthians pode? O Palmeiras teve que vir ficar um mês aqui tratando o campo, e foi o pior campo da competição", disse.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com