Quarta, 14 de Novembro de 2018
Três são presos por furtar objetos de escola
08/11/2018 as 20:31 | S. J. do Rio Preto | DHoje Interior
Um trio de moradores de rua foi preso depois de furtar vários objetos da Escola Estadual Doutor Waldemiro Naffah, na Vila União, durante a madrugada de quinta-feira (8), em Rio Preto. Torneiras e fiação elétrica também foram furtadas pelos ladrões.

De acordo com o delegado Alceu Lima, titular da Delegacia de Investigações Gerais, um investigador da DIG fazia diligencias na Vila União quando em viatura descaracterizada quando suspeitou dos três homens e solicitou apoio da DIG. Quando um segundo investigador chegou ao local, os suspeitos já haviam se separado.

Um deles foi localizado e, com ele, os policias encontraram grande quantidade de fiação elétrica, provavelmente produto de furto. “O suspeito e os objetos foram levado à DIG, onde foi levantado que o furta havia ocorrido na escola”, disse o delegado.

De volta ao local onde ocorreu o furto, os policias encontraram um segundo suspeito, que apontou um sofá, na Vila União, onde foram encontrados vários objetos, também pertencentes à escola.

“Tinha torneiras, duchas higiênicas e outras peças. Novamente esse segundo suspeito e os objetos foram levados à delegacia. Pouco tempo depois receberam uma ligação anônima informando que uma terceira pessoa teria voltado ao linhão. Lá localizaram o terceiro suspeito que mostrou uma casa abandonado onde foram encontrados dois motores de betoneira, também furtados do interior da escola”, comentou.

Ainda segundo o delegado, os moradores de rua tinham o objetivo de vender os objetos furtados por um preço bem mais barato do que o que realmente vale. Tudo foi devolvido à escola, que não precisou suspender às aulas.

O crime foi qualificado como furto mediante escalada, concurso de pessoa e rompimento de obstáculo. Os três serão apresentados às 10h desta sexta (9), em audiência de custódia. A DIG segue com as investigações para apurar a possível participação dos três em outros furtos em escolas.

A assessoria da Secretaria de Educação do Estado lamentou o ocorrido e afirmou que as aulas não foram interrompidas. O valor do prejuízo ainda está sendo cauculado.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com