Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Palmeiras bate o São Bernardo e alivia pressão sobre Baptista
17/02/2017 as 09:16 | Brasil | Da Redaçao
Jogo sofrido, pressão da torcida, sofrimento... A partida desta quinta-feira era válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista, mas teve cenário de confronto decisivo.

O Palmeiras venceu o São Bernardo por 2 a 0 na arena do Verdão e aliviou o clima hostil para o técnico Eduardo Baptista.

Dudu, autor do primeiro gol do jogo, não comemorou o próprio tento assim que a bola balançou a rede. Junto do restante do elenco, se dirigiu ao banco de reservas, onde todos cercaram o treinador para comemorar. Uma espécie de resposta à principal torcida organizada do clube, que gritou o nome de Cuca e críticas direcionadas ao atual comandante. Jean, de pênalti, completou o placar.
Com a vitória, o Palmeiras subiu para a liderança do Grupo C, com seis pontos. Agora está isolado na primeira posição, acima de Santo André (cinco), Novorizontino (três) e São Bento (nenhum ponto acumulado).

O Verdão volta a campo no próximo domingo, às 17h (horário de Brasília), contra o Linense, em Araraquara. O mando é do time de Lins, que optou por jogar na Fonte Luminosa. O São Bernardo faz clássico contra o Santo André, às 10h do mesmo dia, no Bruno José Daniel.

O jogo

A falta de mira do ataque palmeirense, gritante no fim de semana, se repetiu na etapa inicial da partida. A entrada de Moisés, que fez seu primeiro jogo no ano, fez pequena diferença no meio-campo. A equipe tinha dificuldade de fazer com que a bola chegasse limpa ao setor ofensivo e pouco incomodava a defesa adversária.

Bem armado pelo técnico português Sergio Vieira, o São Bernardo não adotou um futebol cauteloso por atuar fora de casa. Pelo contrário: criou melhores chances que os donos da casa. O experiente Edno, primeiro em cabeçada, depois em cobrança de falta, levou perigo. Rafael Costa, com chute de longe, também assustou Fernando Prass.

O Verdão cresceu apenas nos minutos finais do primeiro tempo. Mais intensa, a equipe parou de abusar das tentativas de ligação direta, e passou a trocar passes rápidos, com apoio dos laterais. O Bernô conseguiu segurar a pressão e voltou para o vestiário com o empate.

No intervalo, a torcida alviverde demonstrou impaciência com Eduardo Baptista. Membros de uma torcida organizada gritaram o nome de Cuca, e receberam como resposta vaia dos torcedores "comuns". O clima hostil continuou nos primeiros minutos da etapa complementar, com um Palmeiras bastante nervoso em campo.
O São Bernardo voltou a assustar o adversário duas vezes nos primeiros 10 minutos do segundo tempo. Primeiro, Fernando Prass errou ao receber recuo Edu Dracena. Foi pressionado por Rodolfo, com quem dividiu, e viu a bola bater na trave. Depois, se esticou para defender chute forte de Rafael Costa, de fora da área.
Para mudar o cenário, Eduardo Baptista decidiu fazer duas alterações de uma só vez: sacou Alejandro Guerra e Róger Guedes para as entradas de Raphael Veiga e Michel Bastos, respectivamente. O nervosismo aumentou após um pênalti não marcado em Zé Roberto.

Mas as alterações foram fundamentais para o Verdão. Mais incisivo, o Verdão demorou pouco para chegar ao gol com Dudu. Pela direita, Moisés encontrou Jean livre dentro da área. O lateral cruzou rasteiro, e o capitão se esticou para desviar para o gol, de carrinho.

No São Bernardo, Sergio Vieira fez três mudanças para buscar o empate: entraram Marcinho, Patrick Vieira e Alyson nas vagas de Rafael Costa, Walterson e Eduardo. Desorganizada, a equipe do ABC não reencontrou a eficiência demonstrada na etapa inicial.

Com mais volume de jogo e Keno na vaga de Moisés, o Palmeiras fechou o placar a seu favor com um pênalti sofrido por Dudu – fora da área, mal marcado pela arbitragem. O goleiro Daniel até acertou o canto esquerdo, mas Jean bateu bem para confirmar o triunfo palmeirense.
MAIS LIDAS
ULTIMAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com